Soda Cáustica Escamas 99% (Hidróxido de Sódio) 15 kg

Marca: Casa dos Químicos
  • Produto de alta qualidade;
  • Embalagem segura;
  • Usada na fabricação de detergentes e desengraxantes;
  • Ingrediente essencial no processo de saponificação;
  • Empregada no tratamento de água e efluentes;
  • Essencial na fabricação de diversos produtos químicos;
  • Utilize EPIs para manusear este produto.
Entrega Expressa Para todo o Brasil
Product main image - ada73036-04cf-4ef6-8492-1ef964b66065
image_db67e5de-6e34-4966-9ccc-4feede6f96e2
Quantidade
R$ 206,90
R$ 200,69 à vista no Pix
4x de R$ 51,72 sem juros
Formas de pagamento
EMBALAGEM
3% de Desconto No boleto ou no PIX
Compra Segura Ambiente protegido
Compre por Atacado:
Limite do estoque atingido
Calcular Frete
Não sei meu CEP

Soda Cáustica em Escamas 99% para detergente e sabão

A soda cáustica em escamas pode ser utilizada na produção de detergentes e sabões, no tratamento de superfícies de metais ferrosos e em outras aplicações.


A soda cáustica em escamas é produzida a partir do processo de evaporação da soda cáustica líquida, da fusão do produto anidro e do processo de escamação. Trata-se de um produto apresentado na forma de escamas brancas, que é altamente deliquescente, ou seja, absorve a umidade do ar e acaba se dissolvendo, e apresenta concentração média de 98% de hidróxido de sódio em peso, sendo comercializada em sacos de polietileno ou em baldes desse material.
A soda cáustica em escamas pode ser usada para a fabricação de sabões e detergentes, para o tratamento de superfícies de metais ferrosos, na formulação de banhos de eletrodeposição, na indústria têxtil para oferecer aparência mais sedosa, na regeneração de resinas de troca iônica e na correção de pH em diversos processos industriais, como na indústria de alimentos e farmacêutica.

Cuidados com a soda cáustica em escamas

A soda cáustica em escamas é um produto que apresenta perigos para seres humanos e animais, sendo prejudicial à saúde. Caso ingerida, pode causar danos severos à membrana mucosa, com perfuração dos tecidos e estenose de esôfago.
No caso de inalação, os vapores provocam irritação do trato respiratório, com tosse e desconforto no peito, podendo levar a pessoa a perder os sentidos, com a ocorrência de náuseas e vômito. A inalação pode provocar fraqueza e falta de coordenação e, em altas concentrações de vapor, dor de cabeça e sonolência.
Havendo contato com a pele, a soda cáustica em escamas pode provocar queimaduras e, com os olhos, pode levar à opacificação da córnea e à cegueira, se não forem tomadas medidas imediatas.
A soda cáustica em escamas é classificada como um produto químico corrosivo. Em casos de vazamentos, contaminação humana ou ambiental, ou mesmo em caso de incêndio, é necessário acionar as autoridades e oferecer assistência médica imediatamente.
No meio ambiente, a soda cáustica em escamas é solúvel em água, podendo contaminar rios e córregos. Sendo um produto inflamável, reage com bases fortes.
Havendo contato de uma pessoa com o produto, é necessário remover as peças contaminadas, lavar o local com água durante pelo menos 15 minutos e, em qualquer situação, procurar ajuda médica imediata. Havendo ingestão, a pessoa deve tomar água ou leite, não devendo provocar vômito.
O manuseio da soda cáustica em escamas deve ser feito com equipamentos de proteção individual adequados, como máscara contra pó para proteção respiratória, luvas de borracha ou plástico de cano longo para as mãos, óculos de ampla visão com lente resistente a impacto e ventilação para os olhos e roupas de borracha, neoprene ou vinil para proteção da pele e do corpo.
A soda cáustica em escamas deve ser armazenada em local ventilado, fresco e seco, em sua embalagem original, não devendo ser descartada sem tratamento prévio.